Em 1988, por ocasião da promulgação da Constituição da República Federativa do Brasil, foi instituído no país o Sistema Único de Saúde (SUS), que passou a oferecer a todo cidadão brasileiro acesso integral, universal e gratuito a serviços de saúde. Considerado um dos maiores e melhores sistemas de saúde públicos do mundo, o SUS beneficia cerca de 180 milhões de brasileiros e realiza por ano cerca de 2,8 bilhões de atendimentos, desde procedimentos ambulatoriais simples a atendimentos de alta complexidade, como transplantes de órgãos. Os desafios, no entanto, são muitos, cabendo ao Governo e à sociedade civil a atenção para estratégias de solução de problemas diversos, identificados, por exemplo, na gestão do sistema e também no subfinancimento da saúde (falta de recursos).

Paralelamente à realização de consultas, exames e internações, o SUS também promove campanhas de vacinação e ações de prevenção de vigilância sanitária, como fiscalização de alimentos e registro de medicamentos.

Além da democratização da saúde (antes acessível apenas para alguns grupos da sociedade), a implementação do SUS também representou uma mudança do conceito sobre o qual a saúde era interpretada no país. Até então, a saúde representava apenas um quadro de “não-doença”, fazendo com que os esforços e políticas implementadas se reduzissem ao tratamento de ocorrências de enfermidades. Com o SUS, a saúde passou a ser promovida e a prevenção dos agravos a fazer parte do planejamento das políticas públicas.

O SUS do Brasil

Vídeo conta a história da construção do SUS no Brasil, destacando a fundamental participação de Sergio Arouca

Mais informações

Conheça experiências com soluções para o SUS, implantadas pelo país

BVS

Acesse a BVS e consulte o acervo de bibliotecas e centros de documentação

BVS

SUS para jornalistas

Capa da publicação com fundo de cor vermelha, título "Entendendo o SUS" e uma imagem composta por sucessivos sinais de interrogação. No canto inferior direito tem a logo do Ministério da Saúde/Governo Federal, com a bandeira do Brasil

Ministério da Saúde disponibiliza publicação com informações sobre o SUS para profissionais de comunicação

Revista

Editorial da última Cadernos de Saúde Pública de 2016 (vol. 32, nº12) analisa a conjuntura do ano que se encerra e suas repercussões para os direitos sociais e, especialmente, para o SUS

PEC 55

Leia artigo "Lente bifocal", da profª Ligia Bahia (UFRJ) e publicado no Jornal O Globo, sobre a PEC 55, promulgada em 15/12/2016 e que limita os gastos públicos, reduzindo o orçamento para a saúde

2º Diálogo PenseSUS

Imagem com a logo do 2º Diálogo PenseSUS, destacando o tema "Conflito público X privado nas políticas de comunicação, informação e saúde

Debatedores do 2º Diálogo PenseSUS, realizado em 30/11/2016 pelo Icict/Fiocruz, apontam fragilidades do Estado na relação com o setor privado, destacando impactos para as políticas de comunicação, informação e saúde

Reciis v.10 n.3

Capa da Reciis, com a logo da publicação e, em destaque, ao centro, a logo do SUS, em azul e no fundo cinza, com traços que remetem a vidro trincado

Nova edição da Revista Reciis (v. 10 n.3 2016) traz análise sobre a situação do SUS e impactos à saúde decorrentes da relação entre público e privado, no contexto político atual do Brasil. A publicação traz ainda reflexões sobre a epidemia de Zika

E-book

Capa do e-book "O que é o SUS", com título da publicação, fundo azul e faixa à esquerda, com imagens como tubos de ensaio, microscópio, veículos etc.

Lançada pela Editora Fiocruz, a versão digital do livro "O que é o SUS", de Jairnilson Silva Paim, oferece uma navegação dinâmica e conteúdos complementares sobre as políticas de saúde