Notícias

Imagem da home do site PenseSUS

Aos 25 anos de idade, o Sistema Único de Saúde (SUS) representa uma das maiores conquistas brasileiras nos últimos tempos. Concebido no seio da Reforma Sanitária, parte essencial da abertura democrática pela qual passou o país, sua existência representa um avanço muito mais importante do que costuma ser levado ao conhecimento da população brasileira. Ao mesmo tempo, o sistema acumula alguns grandes desafios e problemas - um deles a própria dificuldade em consolidar a participação social, elemento-chave para que se efetive a ideia de saúde integral, universal e equânime.   

Por Claudio Oliveira (Icict/Fiocruz)
24/03/2014
Foto do Sérgio Arouca na 8º Conferência Nacional de Saúde

A organização da 15ª Conferência Nacional de Saúde já vem sendo pensada. A edição será realizada em 2015 no Distrito Federal e reunirá milhares de delegados vindos de todos os estados do País. Os objetivos são avaliar a situação da saúde, propor condições de acesso, acolhimento, definir diretrizes e prioridades para as políticas de saúde e fortalecer o controle social no SUS. A conferência foi criada em 1941 durante o governo Getúlio Vargas.

Por Claudio Oliveira (Icict/Fiocruz)
10/01/2014

"O Estado subfinancia o SUS quando subvenciona, com dinheiro público, os planos privados e, assim, impede que haja uma reforma democrática e administrativa para gerenciar com eficácia os recursos para a saúde". A fala é de Nelson Rodrigues dos Santos, presidente do Instituto de Direito Sanitário Aplicado da Unicamp. "Ainda somos um país muito desigual. E o SUS, pela sua própria natureza, é inclusivo. As pessoas podem acessar os serviços públicos de saúde independentemente dos seus níveis de renda.

Equipe PenseSUS
03/02/2014
Foto de Anamaria Tambellini, entrevistada pelo PenseSUS

Foi lançada, durante o 6º Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, em novembro de 2013, a Comissão da Verdade da Reforma Sanitária. Seu objetivo é registrar a repressão política aos trabalhadores da saúde, durante a última ditadura militar no país, de 1964 a 1985.

Por Vivi Fernandes de Lima
03/02/2014
Detalhe de dedo apertando botão vermelho com uma caveira, indicando uma escolha

Ao ano, quase um milhão de pessoas morrem em decorrência de suicídio. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o ato está entre as dez causas de morte mais frequentes em muitos países do mundo. No Brasil, são registradas 10 mil mortes por ano, com uma taxa de 4,8 a cada 100 mil habitantes, em 2008. Depois destes dados, podemos pensar o suicídio como uma questão de saúde pública? Especialistas na área de saúde mental defendem que sim. E acreditam que estes números podem diminuir se aumentarem os debates sobre o assunto.

Por Adriana Martins
13/12/2013

O curso de mestrado profissional em saúde pública e meio ambiente tem como objetivo a capacitação de docentes, profissionais da iniciativa privada e pública, pesquisadores e gestores em saúde e ambiente, numa perspectiva interdisciplinar, multiprofissional e interinstitucional, voltada para a análise e a proposição de soluções sobre os efeitos decorrentes das exposições ambientais na saúde humana.

Páginas